Cobranças Por Diego Pedrosa

by - março 03, 2020


(Texto en español a continuación)

Você já teve aquela sensação de só fazer burrada? De que nada do que você faça é suficientemente bom? De que você poderia ter estudado mais para aquela prova, ou que você poderia ter caprichado mais naquela planilha que o seu chefe pediu, ou que você poderia ter se dedicado mais na dieta, ou que você poderia ter se dedicado mais naquele tal relacionamento, ou que você poderia ter faxinado melhor a casa, ou que poderia ter gastado menos com lanches mês passado e economizado mais, ou que você deveria ter lido mais livros no ano que passou, ou que se você tivesse tirado a roupa do varal assim que secou não precisaria estar se preocupando agora com a chuva, ou, ou, ou, ou…


Eu tinha com certa frequência essa sensação de ter culpa por cada acontecimento diário da minha vida, não sei se você passa por isso também. Essa batalha me enfrenta não só nas atividades grandes mas também nas simples.


Por muito tempo fiquei me perguntando o que tinha de errado comigo ou no que eu poderia melhorar. Eu me culpava sempre por cada acontecimento da minha vida sem perceber que essa sim era a maior burrada que eu estava fazendo. Tentamos sempre controlar tudo a nossa volta, até mesmo as pessoas. Mas devemos entender que o que a outra pessoa acatou para a vida dela, mesmo que seja algo que nos atinja, a decisão é dela e não nossa. Até podemos aconselhar as suas escolhas, mas a responsabilidade não cabe a nós.


Nem tudo vai ser de responsabilidade nossa, nem tudo vai depender da gente. Às vezes a chuva vai molhar suas roupas secas, você não muda o tempo. Mas é bem comum pegar a responsabilidade de tudo. Mas, já que é para se culpar, você já parou para realmente analisar toda a sua vida e pegar como culpa também as coisas boas ou você só se culpa pelos "fracassos"? Porque eu por muito tempo só me culpei por eles.

Poxa eu lutei muito já em muitas áreas pessoais e ainda assim às vezes, mesmo me dedicando muito, tiveram coisas que não deu certo e tá tudo bem porquê eu não tenho que me sentir insuficiente por não ter conseguido abraçar o mundo porque nem tudo depende de mim. Eu não tenho o porque me bater o tempo todo com cobranças. Eu não sou responsável por todo e qualquer pequeno detalhe da minha vida é entender isso foi entender que autocobrança muitas vezes é um dos maiores sabotadores das nossas vidas. Hoje em dia eu me absolvo das maiores cobranças porquê eu preciso mais do meu próprio carinho, amor e compreensão. E entender isso é ter uma vida mais livre e com menos culpas.


Diego Pedrosa

twitter/ instagram/ facebook



(Traducción en español)


Te ha pasado sentir que solo hacés estupideces? Que nada de lo que hacés es lo suficientemente bueno? Que podrías haber estudiado más para aquella prueba, o que te podrías haber esmerado más en aquella planilla que te pidió tu jefe, o que te podrías haber dedicado más a la dieta, o que podrías haberte esforzado más con aquella relación, o que podrías haber limpiado mejor la casa, o que podrías haber gastado menos en almuerzos el mes pasado para ahorrar más, o que deberías haber leído más libros el año pasado, o que si hubieras sacado la ropa de la cuerda en cuanto secó no tendrías que estarte preocupando ahora con la lluvia, o, o, o, o...

Yo tenía con cierta frecuencia esa sensación de tener culpa por cada acontecimiento diario de mi vida, no sé si también te pasa eso. Esa batalla se me aparece no solo en las actividades grandes, sino también en las más simples.


Por mucho tiempo me pregunté en qué me equivocaba o en qué podría mejorar. Me culpaba siempre por cada acontecimiento en mi vida sin percibir que esa sí era la estupidez más grande que estaba haciendo. Siempre intentamos controlar todo a nuestro alrededor, incluso a las personas. Pero debemos entender que lo que la otra persona decidió para su vida, aunque sea algo que nos afecte, la decisión es suya y no nuestra. Incluso podemos darles consejos sobre sus decisiones, pero la responsabilidad no es nuestra.

No todo va a ser nuestra responsabilidad, ni todo va a depender de nosotros. A veces la lluvia va a mojar tus ropas secas, no podés cambiar el clima. Pero es muy común asumir la responsabilidad por todo. Pero, ya que estás para culparte, ya te pusiste a realmente analizar toda tu vida y culparte también por las cosas buenas o solo te culpás por los “fracasos”? Porque yo por mucho tiempo me culpé solo por estos.

Ya luché mucho en muchas áreas personales e incluso así a veces, aunque me dedicara mucho, hubo cosas que no funcionaron y está todo bien porque no tengo que sentirme insuficiente por no haber logrado abrazar al mundo porque no todo depende de mí.


No tengo por qué golpearme todo el tiempo con reclamos. No soy responsable por cada detalle de mi vida y entender eso fue entender que el autoreclamo muchas veces es uno de los mayores saboteadores de nuestras vidas. Hoy en día me absuelvo de mis mayores reclamos porque necesito más de mi propio cariño, amor y comprensión. Y entender eso es tener una vida más libre y con menos culpas.


Diego Pedrosa

twitter/ instagram/ facebook

You May Also Like

0 comentários